Z.Mídia – Agência Web em Campinas | Web Design em Campinas, Criação, manutenção e desenvolvimento de Websites, Blogs, Hotsites e Portais em Campinas/SP

computadores

4 dicas para aproveitar seu pendrive ao máximo

Melhorar a segurança, conhecer o espaço realmente disponível para armazenamento e manter aplicativos indispensáveis pode ajudar você a usar melhor o dispositivo.

Pendrives se tornaram, mais do que um item de luxo, uma necessidade. São dispositivos que podem ser carregados no bolso e contam com espaços razoáveis para armazenar de tudo, de fotos a vídeos, de músicas a documentos, além de aplicativos que podem ser rodados diretamente do equipamento, sem nenhum tipo de instalação.

O Baixaki e o Tecmundo reuniram algumas dicas para que você possa aproveitar melhor o dispositivo de armazenamento USB que carrega. São quatro ações simples que podem ser tomadas para aproveitar ao máximo tudo o que ele oferece. Além disso, há também uma breve lista de aplicativos que podem ajudar você no uso do pendrive.

1. Teste a capacidade e busque erros

Você compra um pendrive de 4 GB, mas nem sempre ele vem com essa capacidade toda. Isso pode acontecer quando você adquire dispositivos de procedência duvidosa. Além disso, um dispositivo nunca tem exatamente a quantidade que diz ter, que sempre fica em torno do valor indicado. De qualquer forma, você pode descobrir exatamente o quanto do espaço está realmente disponível.

Para isso, use o H2testw. Esse programa é instalado no computador e executa testes para verificar se algum bloco de dados do seu pendrive está danificado. Ele realiza testes escrevendo e verificando o dispositivo, identificando quanto espaço realmente há no aparelho e também se há alguma falha no processo de transferência de dados entre ele e o PC.

2. Carregue vários aplicativos

O Baixaki possui uma lista vasta de aplicativos portáteis, aqueles que dispensam instalação e podem ser executados a partir do pendrive. Contudo, nem sempre a melhor saída é caçar programa por programa individualmente. Para isso é que inventaram suítes de programas portáteis. Nós separamos duas opções para você:

  • Lupo PenSuite – Traz 180 programas como navegadores, aplicativo para baixar torrents, visualizador de imagem, editor de áudio, editor de imagens, para fazer diagnóstico de hardware, ler PDF, recuperar arquivos e muito mais;

  • PortableApps Suite – Mais famosa do que a anterior, esta suíte talvez seja mais intuitiva de se usar. Aqui, você encontra versões portáteis de pacote de aplicativos para escritório, gerenciadores de senha, jogos, navegadores e mais algumas dezenas de opções.

Gerenciamento de aplicativos

  • CodySafe – Se você vai carregar muitos aplicativos dentro do pendrive, é bom também carregar um gerenciador para todos eles. Este facilita a organização dos diversos tipos de arquivos presentes no dispositivo, além de contar com recursos para verificação de danos.

3. Não economize na segurança

A primeira e mais essencial das dicas de segurança é bem simples: cuidado com onde você espeta seu pendrive. Sair colocando o dispositivo em qualquer computador que você encontra por aí não é uma prática muito saudável e pode trazer más consequências tanto para o equipamento quanto para o seu próprio PC.

Você deve ter um programa antivírus instalado no computador, mas, às vezes, ter algo específico para o pendrive também pode ajudar. Vacinar o dispositivo para que ele não seja infectado, fazer cópias de segurança e verificar a existência de arquivos ocultos são alguns dos procedimentos que podem ajudar.

Proteção contra vírus e arquivos ocultos

  • USB Doctor – Uma vacina para prevenir problemas causados pela execução do arquivo Autorun.inf, um dos métodos mais utilizados para espalhar vírus entre máquinas e pendrives. Vale lembrar que este não é um antivírus e ele tampouco remove um arquivo infectado. Sua ação se restringe a prevenção contra esse tipo de infecção;

  • Anti-Bug USB Master – Esta opção revela a existência de arquivos ocultos dentro do pendrive, comportamento bastante comum para arquivos maliciosos. Além disso, com apenas alguns cliques você pode fazer cópias de segurança de todo o conteúdo do dispositivo.

Senha e criptografia

  • USB Flash Security – Este aplicativo permite que você proteja o acesso ao seu pendrive com uma senha. A ideia é bastante interessante para manter pessoas não autorizadas longe do conteúdo que você guarda ali;

  • TrueCrypt – Uma solução um pouco mais complexa do que simplesmente proteger o acesso com senha, este programa protege seus arquivos por meio de criptografia. Ele não é especializado em pendrives, pois precisa ser instalado no computador e pode ser usado em outros tipos de discos, mas é capaz de proteger os dados de forma bastante segura.

4. Formatação completa

Essa é para quem enfrenta problemas com o pendrive a ponto de precisar formatá-lo para que volte a funcionar corretamente. Nessas horas, nem sempre a formatação do Windows dá conta, portanto, selecionamos uma opção simples e prática para formatação de discos. O Hard Drive Eraser não é especializado em portáteis, mas sim em formatar unidades, ou seja, serve perfeitamente para isso.

. . .

Essas foram algumas dicas básicas para você manter seu pendrive funcionando bem e extraindo ao máximo tudo o que ele pode oferecer. Se você tiver mais dicas que ficaram de fora, não deixe de compartilhar com todos nos comentários.

Fonte: TecMundo e Baixaki

Hoje é o “Dia Mundial de Mudar sua Senha”

Dia 1º de fevereiro é o “Dia Mundial de Mudar sua Senha”. Isso mesmo, chegou a hora de trocar a palavra-passe (que ainda pode ser a data do seu aniversário) para uma mais segura. Essa é uma das formas mais eficientes de proteger suas contas na internet (banco, email e redes sociais, por exemplo) de invasões de hackers e até mesmo de amigos enxeridos

Fonte: TecMundo

Novo tablet opensource deve custar menos de R$ 500

Até agora, para o desapontamento dos admiradores do sistema operacional Linux, não existia no mercado nenhum leitor digital opensource. Entretanto, com o lançamento do Spark, essa história deve mudar.

Anunciado por Aaron Seigo, um dos responsáveis pelo projeto, este tablet é o primeiro a vir com Plasma Active pré-instalado, um sistema operacional livre baseado no Linux. Embora não tenha sido desenvolvido para competir com dispositivos como o Kindle Fire ou o iPad, o Spark foi feito “para quem gosta de criar excelentes softwares utilizando ferramentas típicas do Linux”.

Suas especificações técnicas não impressionam muito:

  • Processador AMLogic ARM de 1 GHz;
  • 4 GB de memória interna;
  • Slot para SDcard;
  • 512 MB de RAM;
  • Tela multitouch de 7”;
  • Saídas USB e HDMI;
  • Conectividade Wi-Fi.

Ainda não se sabe exatamente quando ele será lançado, mas deve custar algo em torno de US$ 260 (aproximadamente R$ 450).

Fonte: TecMundo

Que tal conhecermos um pouco da história de Tim Cook, o novo CEO da Apple?

A notícia da renúncia de Steve Jobs ao cargo de CEO da Apple sem dúvidas foi recebida com muita tristeza pela maioria de nós, mas não podemos negar que esse descanso é, além de muito merecido, acima de tudo necessário. Jobs sempre foi muito capaz de tomar decisões inteligentes, por isso, precisamos levar fé em Tim Cook, pessoa indicada por Jobs para assumir sua posição no cargo máximo da empresa.

A partir de agora é provável que o nome de Tim Cook apareça bastante na midia, então, que tal utilizarmos aqueles 5 minutinhos do café para conhecermos melhor a cara do novo manda chuvas da Apple?

Cook, 50 anos, nasceu em 01 de novembro de 1960 no estado do Alabama. Na época seu pai trabalhando em um estaleiro e sua mãe era dona de casa. Tim nunca teve uma vida fácil e após estudar bastante para se formar como Engenheiro Industrial pela Universidade de Auburn, foi rapidamente contratado pela IMB, local onde permaneceu por 12 anos.

Cook se mostrou extremamente esforçado após ingressar em seu primeiro grande emprego, enquanto tentava conquistar a confiança de seus superiores se voluntariando para trabalhar no natal e ano novo, Cook também buscava tempo para conseguir concluir seu curso de MBA (concluido em 1988).

Após sua saída da IBM em 1994, Cook ainda trabalhou na Intelligend Eletronics e na Compaq até ser finalmente contratado por Steve Jobs em 1998 para trabalhar na Apple. Cook ingressou na Apple como Vice-Presidente Sênior de Operações Globais e possuia uma sala bem próxima a de Steve Jobs.

Na época a Apple estava passando por um periodo negro em sua história e precisava desesperadamente cortar gastos para sobreviver. A primeira grande decisão de Cook foi tirar da Apple a responsabilidade total pelo desenvolvimento e montagem dos componentes que compunham os produtos da empresa, para isso, Cook buscou em fornecedores externos as peças que precisavam para montar boa parte de seus produtos.

As decisões de Cook foram tão importantes para o crescimento da Apple que em sua biografia na página da Apple existe um trexo falando que “Cook desempenhou um papel chave no crescimento contínuo das relações da Apple com seus fornecedores estratégicos, garantindo assim cada vez mais flexibilidade como resposta para um mercado cada vez mais complexo e exigente.

Durante seus primeiros anos na Apple, Cook se mostrou tão capaz que foi conseguindo puxar para sí, várias outras responsabilidades além de seu cargo, incluindo a liderança da divisão de vendas e de suporte ao cliente da Apple. Depois de todo esse trabalho Cook foi nomeado COO da empresa em 2007.

A primeira vez que Cook assumiu, temporariamente, o lugar de Jobs na empresa foi em 2004, quando Jobs precisou se recuperar de uma operação para cuidar de seu câncer no pâncreas. A segunda vez foi em 2009 (Cook já assumia o cargo de COO da Apple), quando Jobs precisou se ausentar por vários meses para se recuperar de um transplante de fígado. A terceira e última vez que isso aconteceu foi em janeiro deste ano, quando Jobs, mais uma vez, precisou se ausentar para tratar de seu câncer.

Jobs está de licença médica desde janeiro. Desde então Cook tem desempenhado as funções como CEO da empresa. Essa situação permaneceu assim até ontem, quando Jobs finalmente encarou a dura realidade de que não possuia mais a saúde necessária para desempenhar o papel de CEO da empresa.

Juntando todo o tempo em que Cook esteve substituindo Jobs nestas últimas três ocasiões, somam-se mais de 1 ano de trabalho como CEO da empresa. Não há dúvidas de que Tim Cook é sim o nome certo para sentar na cadeira de Jobs, a qual, como de costume, já vinha sendo cada vez mais dele.

Termino essa matéria compartilhando com vocês o que Tim Cook falou para um repórter, quando indagado sobre se ele era ou não a pessoa certa para substituir Jobs:

“Qual é, substituir Steve? Jamais. Esse cara é insubstituível. Isso é algo que vocês precisam superar. Ainda consigo ver Steve com 70 anos e cabelos brancos trabalhando na Apple, bem depois de minha aposentadoria.”

Fonte: MyiNews

Veja carta de renúncia de Steve Jobs na íntegra

O ícone do Vale do Silício Steve Jobs renunciou na última quarta-feira (24/08) como presidente-executivo da Apple, encerrando o período de 14 anos durante o qual comandou a empresa que ajudou a fundar.

Reuters – Veja a carta de renúncia de Steve Jobs, que deixou o cargo de presidente-executivo da Apple nesta quarta-feira:


Ao Conselho Diretor da Apple e à Comunidade Apple:

Eu sempre disse que, se houvesse um dia em que eu não pudesse mais cumprir meus deveres e atender às expectativas como presidente-executivo da Apple, eu seria o primeiro a informá-lo. Infelizmente, esse dia chegou.

Por meio desta, renuncio do cargo de presidente-executivo da Apple. Gostaria de servir, caso o Conselho o aprove, como presidente do Conselho da Apple, diretor e funcionário da Apple.

Quanto ao meu sucessor, recomendo fortemente que executemos nosso plano de sucessão com a nomeação de Tim Cook como presidente-executivo da Apple.

Acredito que a Apple está à frente de seus dias mais brilhantes e inovadores. E estou ansioso para observar e contribuir para seu sucesso no meu novo posto.

Fiz alguns dos melhores amigos da minha vida na Apple, e agradeço a todos vocês pelos muitos anos nos quais pude trabalhar ao seu lado.

 

O ícone do Vale do Silício Steve Jobs renunciou nesta quarta-feira como presidente-executivo da Apple, encerrando o período de 14 anos durante o qual comandou a empresa que ajudou a fundar em uma garagem.

Jobs – sobrevivente de um câncer no pâncreas que estava de licença médica desde 17 de janeiro por condições de saúde não reveladas– será substituído pelo vice-presidente operacional Tim Cook.

Aumento de spams com malware mostra desespero dos cibercriminosos

Embora mais perigosas, elas são facilmente identificadas por filtros de segurança. Para analistas, trata-se do último recurso.

Criminosos têm inundado a Internet com uma imensa quantidade de spams, com anexos, nas últimas semanas. Analistas, no entanto, avaliam que a tudo não passa uma ação desesperada, vinda de um setor que se encontra sob muita pressão devido a suas derrotas recentes.

Embora pareça o retorno gradativo de um inconveniente que, a rigor, está longe de desaparecer, o número de mensagens não requisitadas está bem distante do auge, obtido há alguns anos. Acredita-se que esse seja um último esforço de uma indústria que insiste em demonstrar que ainda é forte.

Um estudo da empresa M86 Security constata que os spams com arquivos anexados – invariavelmente, maliciosos – têm aumentado desde o começo de agosto, e chegaram a representar um quarto de todos os identificados por ela. O crescimento é estrondoso, já que, historicamente, esse tipo de e-mail não chega a 1% das propagandas enviadas indevidamente.

A Commtouch revelou ter notado a mesma tendência. Entre 8 e 12 de agosto, o crescimento de spams com malware foi de 500%. Destaque para aqueles que falavam sobre a entrega de produtos, que não pode ser concretiza por problemas com o suposto endereço do usuário. Naturalmente, quem clicasse no link seria teria a máquina infectada.

Mas, afinal, de onde essa nova onda de mensagens vem? Será que ela pode colocar toda a campanha anti-spam a perder?

Evidências apontam para a botnet (rede de PCs zumbis) Cutwail, auxiliado por duas menores, Festi e Asprox. Os e-mails não têm a intenção de divulgar um produto, mas contaminar o computador do usuário. Há desde ofertas de falsos antivírus a malwares que farão do PC um zumbi, obrigando-o a ajudar na distribuição das mensagens.

Último recurso
A mudança de rumo, porém, não é vista com preocupação. Os golpes não são mais complexos do que os já conhecidos, de modo que a quantidade de computadores comprometidos nos últimos meses não cresceu como poderia se esperar.

“O movimento está relacionado ao menor nível de spams com que temos convivido. É uma tentativa de reerguer as botnets, já que as maiores foram fechados”, afirmou Ed Rowley, diretor da M86. “Os criminosos querem reconstruir as estruturas, querem estar fortes antes de iniciarem ataques em massa”.

Os analistas explicam por que consideram um sinal de desespero o envio de spams com anexos. Segundo eles, embora sejam mais perigosos, essas mensagens são facilmente identificadas por filtros de segurança e, portanto, costumam ser utilizadas como último recurso. A maioria dos internautas, insistem, dificilmente se deparará com elas.

Qualquer botnet que apelar para tal estratégia terá de distribuir um enorme montante de e-mails, de modo que, os poucos que escaparem dos filtros, sejam o bastante para causar estragos. O método, portanto, além de surtir pouco efeito, atrai a atenção das empresas de segurança, que aumentam a vigilância.

A depender da inovação da indústria do spam, os usuários podem ficar tranqüilos – pelo menos, por enquanto. Desde a derrubada das maiores botnets do setor – Spamit em setembro de 2010, e Rustock em março – os cibercriminosos vêm tentando, sem sucesso se reerguer. Espera-se que continuem assim.

Fonte: IDG Now!

Evento aborda o papel das mídias sociais para as empresas

A Marcus Evans promove o encontro Corporate Social Media nos próximos dias 24 e 25, em São Paulo. O evento apresentará temas que exploram desde as barreiras corporativas existentes na implantação das redes sociais até a mensuração de resultados por meio dos canais digitais. Participarão 22 profissionais de empresas como Motorola, General Motors, Mastercard, Citibank, Volvo, Claro, Danone, Walt Disney, Itautec, Gol e Tecnisa, que abordarão casos de sucesso sobre a integração das redes sociais ao planejamento estratégico das empresas.

A conferência é voltada para profissionais atuante nas áreas de Marketing, Tecnologia e Inovação e tem o objetivo de fornecer informações estratégicas de negócios e oportunidade de relacionamento com profissionais de sucesso no mercado. Os interessados podem se inscrever pelo site da empresa ou pelo email marcelam@marcusevansch.com.

Marcus Evans promove o encontro Corporate Social Media nos próximos dias 24 e 25, em São Paulo.
Fonte: Mundo do Marketing

Marisa reposiciona comunicação para se aproximar das consumidoras

#Vou de MarisaMarca reformula catálogo de produtos e expande atuação na internet com canal no Youtube e blog sobre moda.

A Marisa pretende ampliar o diálogo com a consumidora da classe C. A empresa lança o conceito “A gente é mulher, a gente se entende”, para se aproximar de suas clientes. Uma das medidas adotadas foi a reformulação do catálogo de produtos, que passa agora a ser um guia de moda, chamado “#Vou de Marisa”. A revista também passou por uma adequação de tamanho para caber nas bolsas das mulheres, permitindo mais tempo de contato com a marca.

Como parte da iniciativa, a Marisa ampliou a sua atuação na internet. Além do Facebook e Twitter, a empresa criou um canal no Youtube e um blog, em que as consumidoras poderão encontrar dicas e informações sobre tendências de moda. Quem assina as mudanças é a agência Fischer&Friends.

Marisa amplia a sua atuação na internet

Fonte: Mundo do Marketing

Steve Jobs: A razão do sucesso da Apple

A razão do sucesso da Apple

Até hoje tem marketeiro analisando porquê as últimas invenções da Apple sob a batuta de Steve Jobs deram tão certo. Uma vitória atrás da outra: iPod, iPhone, iPad. Estudam gráficos, dados, oportunidade, riscos etc. Da mesma forma que Bill Gates pode lhe ensinar sobre gestão, Jobs tem sua parte no marketing.

Analistas comentam como a Palm, que dominava o mercado de palmtops e smartphones, perdeu o bonde. Até Bill Gates da Microsoft anunciava um tal de Tablet PC há muitos anos. Outras grandes empresas também andaram fuçando o nicho, mas quem saiu ganhando foram os “I” da maçã. Eles começaram pela beiradas no mercado da música digital (iPod), depois superaram outros celulares com os toques de tela e aplicativos (iPhone), e fecharam o cerco com um tablet matador (iPad).

A questão maior nesta vitória arrasadora não foi só o design, a tecnologia, a funcionalidade, mas todo um conjunto embalado em um sentimento único, a paixão.

Os macmaníacos sempre foram radicais apaixonados e defensores de todas as gerações de Macs. Steve Jobs, com suas exigências “obsessivas”, buscou a perfeição e encontrou a fórmula: as pessoas amam a beleza, a simplicidade e facilidade de uso dos produtos Apple.
O sucesso de Steve Jobs na forma dos produto

Bill Gates e muitos outros infelizmente não sabem criar um produto apaixonante como esse. Jobs soube embalar a tecnologia com carinho e levou o mundo dos computadores pra dentro de casa e para perto das pessoas.

Por isso todos amam e vão continuar babando por seus produtos. Não é questão de marketing, é questão de paixão pelo que se faz e se produz. O resultado não podia ser outro.

Empresários e empreendedores, sigam o exemplo do mestre. Steve Jobs realmente tem muito a ensinar.

Fonte: Ponto Marketing