Z.Mídia – Agência Web em Campinas | Web Design em Campinas, Criação, manutenção e desenvolvimento de Websites, Blogs, Hotsites e Portais em Campinas/SP

Tecnologia

Facebook incorpora na rede social ‘hashtag’, símbolo do Twitter

O Facebook anunciou nesta quarta-feira (12) que irá lançar na rede social a “hashtag”, recurso símbolo do Twitter. A nova função ainda não está disponível em português, apenas em inglês, espanhol, turco e japonês. As “hashtags” transformam temas em links em mensagens escritas na timeline dos usuários com o jogo da velha (#). O recurso facilita a busca por conversas sobre determinados assuntos na rede social.

“A partir de hoje, as hashtags serão clicáveis no Facebook. Semelhante a outros serviços como Instagram, Twitter, Tumblr e Pinterest, as hashtags no Facebook permitem que você adicione contexto a um post ou indique que ele é parte de uma discussão maior. Quando você clica em uma hashtag no Facebook, você verá um feed do que outras pessoas estão falando sobre esse evento ou tópico”, disse a companhia.

De acordo com o anúncio do Facebook, agora os usuários podem procurar por uma hashtag específica na barra de pesquisa – “#NBAFinals”, clicar em hashtags que se originam de outros serviços, como o Instagram, ou criar mensagens diretamente no feed da hashtag ou dos resultados de busca.

No Twitter, o símbolo da “hashtag” ou jogo da velha (#) é usado para que os usuários possam encontrar temas facilmente. No anúncio do Papa Francisco, muitos usuários que comentavam o assunto usaram a hashtag “#HabemusPapam”, o latim, “temos um papa”, para se referir ao novo pontífice.

Em março, uma reportagem no o jornal “Wall Street Journal” afirmava que a incorporação da hashtag no Facebook poderia manter as pessoas mais tempo na rede social e, desse modo, visualizar mais anúncios, principal fonte de renda da companhia.  Com as hashtags, o Facebook pode ainda criar tópicos mais comentados, como o Twitter já faz há alguns anos.

Agora é oficial: Google confirma compra do aplicativo de navegação Waze

Nesta terça-feira, 11, o Google finalmente anunciou, via post em seu blog oficial, a aquisição do aplicativo israelense Waze. Nos últimos meses, os rumores sobre a aquisição esquentaram – e incluíram o Facebook na briga pela compra da empresa. De acordo com as especulações da imprensa internacional, a companhia de Mountain View deve ter desembolsado cerca de US$ 1 bilhão para adquirir o aplicativo de geolocalização colaborativo.
O post oficial do Google retratou o entusiasmo da empresa pela aquisição. “A equipe de desenvolvimento do Waze permanecerá em Israel e operará separadamente por enquanto. Estamos entusiasmados com a perspectiva de melhorar o Google Maps com a atualização de tráfego e recursos fornecidos pelo Waze”, disse a empresa.

O Waze é uma espécie de aplicativo de navegação que utiliza o sistema de crowdsourcing para divulgar informações em tempo real de rotas. Atualmente, a empresa possui mais de 44 milhões de usuários.

Photoshop Ao vivo

Imagine você em um ponto de ônibus esperando e olhando a sua volta, como quem não quer nada, e de repente, do seu lado você vê um anúncio de propaganda com uma foto sua, feita na hora, com a roupa que você está usando naquele momento, tudo ao vivo!

Confira o vídeo e surpreenda-se com essa ferramenta fantástica, que é o photoshop, e as ótimas habilidades de Erik Johansson e um fotógrafo

Nova tecnologia pode multiplicar a velocidade de Internet banda larga

Um grupo de pesquisadores descobriu uma maneira de aumentar drasticamente a precisão da transmissão de dados pela Internet, permitindo velocidades muito maiores que as atuais. O conceito utilizado é semelhante ao da tecnologia presente em fones de ouvido para a redução de ruídos: com menos interferência, a transmissão de dados se dá de forma muito superior.

Atualmente, linhas de fibra ótica são usadas para transferir dados, mas quanto maior a velocidade do sinal e a distância que ele percorre, mais interferência ela sofre. A nova técnica consiste em enviar não um, mas dois feixes de luz pelo cabo de fibra ótica: um contendo os dados e o outro sendo sua imagem espelhada.

Na outra extremidade do cabo, esses sinais se recombinam, eliminando falhas causadas pelas interferências. Os dois feixes de luz podem atingir distâncias até quatro vezes maiores que em uma transmissão normal. Combinando as maiores distâncias com o espalhamento, seria possível conseguir conexão à Internet banda larga com muito mais velocidade e qualidade.

Em testes, os pesquisadores conseguiram atingir velocidades de até 400 Gbps através de 12.800 Km de fibra ótica. Para comparação, o Fiber,projeto de Internet superrápida do Google para os Estados Unidos, atinge até 1 Gpbs e é considerado revolucionário.

No entanto, apesar dos resultados promissores, a implantação da nova tecnologia exigiria a instalação de novas infraestruturas por todo o mundo, o que tornaria a transição bastante cara e trabalhosa.

Via The Verge

Conheça o anel que é a evolução do mouse

Se há coisa que os avanços tecnológicos ainda não superaram é a importância do mouse nos computadores. Mas até a utilização deste aparelho pode se tornar mais interativa – Mycestro é um mouse 3D que se coloca no dedo indicador, como se fosse um anel controlado por gestos.

De forma simples e bem rápida, o usuário pode mover o ponteiro do mouse apenas por meio de gestos, sendo capaz de ativar todas as funcionalidades de um mouse comum. Isto garante até que não precisa tirar as mãos do teclado e pode ser muito útil, por exemplo, em palestras ou apresentações.

O dispositivo, que conseguiu financiamento no site de crowdfundingKickstarter (a meta inicial era $100 mil, e eles conseguiram chegar nos $354 mil), não tem fios, deixa as mãos do usuário livres e conta com os tradicionais botões – esquerdo, direito e central – de um mouse. O vídeo abaixo exemplifica o funcionamento do aparelho.

Fonte Hypeness

Cientistas criam bateria que dura mais de 25 anos

Quem tem smartphone já está acostumado a ter de recarregá-lo constantemente, por causa do desempenho das baterias feitas com íons de lítio, que acabam não durando muito tempo. Mas pesquisadores alemães trabalham em uma solução para aumentar o desempenho da tecnologia.

O resultado foi a criação de uma bateria de íons de lítio que consegue manter 85% de sua capacidade após 10 mil ciclos completos de carga, conforme noticia o Green Car Congress. Ela foi desenvolvida pelo pessoal do ZSW, o centro de energia solar e pesquisas com hidrogênio de Bade-Vurtemberga.

Essa bateria tem densidade de 1,1 mil watts por quilograma, ou seja, cerca de quatro vezes o que possui uma bateria com a mesma tecnologia hoje em dia.

Porém, isso não será usado em smartphones e tablets. O foco da ZSW são geradores de energia eólica e solar, além de carros elétricos – o destino principal.

Um carro usado diariamente precisa ter a bateria substituíta num prazo médio de nove anos, sendo que essa dos alemães duraria mais de 25 anos.

Em outras palavras, se a tecnologia realmente chegar ao mercado, pode ser que a bateria se torne o componente mais durável dentro de um carro elétrico.

Fonte Uol

Microsoft: superaquecimento de servidores causou falha em serviços de email

Nesta semana, os serviços Hotmail e Outlook.com apresentaram instabilidade nos últimos dois dias, assim como parte da estrutura do SkyDrive. O problema em si já está resolvido desde a quarta-feira (13), mas agora a Microsoft resolveu explicar o que aconteceu.

Em uma postagem no blog oficial da empresa, o vice-presidente Arthur de Haan explica que a instabilidade começou enquanto o firmware dos centros de dados era atualizado. Uma falha que não havia ocorrido no processo anterior acabou pegando a empresa de surpresa: os servidores superaqueceram e o protocolo de segurança foi ativado, impedindo que o setor problemático funcionasse corretamente – e o local é justamente o que abriga parte da infraestrutura dos serviços de email da Microsoft.

Depois de 16 horas de instabilidade, com a ajuda de softwares e também de esforço humano (processos não explicados com detalhes pela empresa), todos os serviços voltaram a funcionar corretamente. Apesar do pedido de desculpas e da promessa de que o incidente não vai se repetir, a falha foi embaraçosa para a Microsoft, ainda mais em um período de migração em que muita gente começou a experimentar o Outlook.com.

4 dicas para aproveitar seu pendrive ao máximo

Melhorar a segurança, conhecer o espaço realmente disponível para armazenamento e manter aplicativos indispensáveis pode ajudar você a usar melhor o dispositivo.

Pendrives se tornaram, mais do que um item de luxo, uma necessidade. São dispositivos que podem ser carregados no bolso e contam com espaços razoáveis para armazenar de tudo, de fotos a vídeos, de músicas a documentos, além de aplicativos que podem ser rodados diretamente do equipamento, sem nenhum tipo de instalação.

O Baixaki e o Tecmundo reuniram algumas dicas para que você possa aproveitar melhor o dispositivo de armazenamento USB que carrega. São quatro ações simples que podem ser tomadas para aproveitar ao máximo tudo o que ele oferece. Além disso, há também uma breve lista de aplicativos que podem ajudar você no uso do pendrive.

1. Teste a capacidade e busque erros

Você compra um pendrive de 4 GB, mas nem sempre ele vem com essa capacidade toda. Isso pode acontecer quando você adquire dispositivos de procedência duvidosa. Além disso, um dispositivo nunca tem exatamente a quantidade que diz ter, que sempre fica em torno do valor indicado. De qualquer forma, você pode descobrir exatamente o quanto do espaço está realmente disponível.

Para isso, use o H2testw. Esse programa é instalado no computador e executa testes para verificar se algum bloco de dados do seu pendrive está danificado. Ele realiza testes escrevendo e verificando o dispositivo, identificando quanto espaço realmente há no aparelho e também se há alguma falha no processo de transferência de dados entre ele e o PC.

2. Carregue vários aplicativos

O Baixaki possui uma lista vasta de aplicativos portáteis, aqueles que dispensam instalação e podem ser executados a partir do pendrive. Contudo, nem sempre a melhor saída é caçar programa por programa individualmente. Para isso é que inventaram suítes de programas portáteis. Nós separamos duas opções para você:

  • Lupo PenSuite – Traz 180 programas como navegadores, aplicativo para baixar torrents, visualizador de imagem, editor de áudio, editor de imagens, para fazer diagnóstico de hardware, ler PDF, recuperar arquivos e muito mais;

  • PortableApps Suite – Mais famosa do que a anterior, esta suíte talvez seja mais intuitiva de se usar. Aqui, você encontra versões portáteis de pacote de aplicativos para escritório, gerenciadores de senha, jogos, navegadores e mais algumas dezenas de opções.

Gerenciamento de aplicativos

  • CodySafe – Se você vai carregar muitos aplicativos dentro do pendrive, é bom também carregar um gerenciador para todos eles. Este facilita a organização dos diversos tipos de arquivos presentes no dispositivo, além de contar com recursos para verificação de danos.

3. Não economize na segurança

A primeira e mais essencial das dicas de segurança é bem simples: cuidado com onde você espeta seu pendrive. Sair colocando o dispositivo em qualquer computador que você encontra por aí não é uma prática muito saudável e pode trazer más consequências tanto para o equipamento quanto para o seu próprio PC.

Você deve ter um programa antivírus instalado no computador, mas, às vezes, ter algo específico para o pendrive também pode ajudar. Vacinar o dispositivo para que ele não seja infectado, fazer cópias de segurança e verificar a existência de arquivos ocultos são alguns dos procedimentos que podem ajudar.

Proteção contra vírus e arquivos ocultos

  • USB Doctor – Uma vacina para prevenir problemas causados pela execução do arquivo Autorun.inf, um dos métodos mais utilizados para espalhar vírus entre máquinas e pendrives. Vale lembrar que este não é um antivírus e ele tampouco remove um arquivo infectado. Sua ação se restringe a prevenção contra esse tipo de infecção;

  • Anti-Bug USB Master – Esta opção revela a existência de arquivos ocultos dentro do pendrive, comportamento bastante comum para arquivos maliciosos. Além disso, com apenas alguns cliques você pode fazer cópias de segurança de todo o conteúdo do dispositivo.

Senha e criptografia

  • USB Flash Security – Este aplicativo permite que você proteja o acesso ao seu pendrive com uma senha. A ideia é bastante interessante para manter pessoas não autorizadas longe do conteúdo que você guarda ali;

  • TrueCrypt – Uma solução um pouco mais complexa do que simplesmente proteger o acesso com senha, este programa protege seus arquivos por meio de criptografia. Ele não é especializado em pendrives, pois precisa ser instalado no computador e pode ser usado em outros tipos de discos, mas é capaz de proteger os dados de forma bastante segura.

4. Formatação completa

Essa é para quem enfrenta problemas com o pendrive a ponto de precisar formatá-lo para que volte a funcionar corretamente. Nessas horas, nem sempre a formatação do Windows dá conta, portanto, selecionamos uma opção simples e prática para formatação de discos. O Hard Drive Eraser não é especializado em portáteis, mas sim em formatar unidades, ou seja, serve perfeitamente para isso.

. . .

Essas foram algumas dicas básicas para você manter seu pendrive funcionando bem e extraindo ao máximo tudo o que ele pode oferecer. Se você tiver mais dicas que ficaram de fora, não deixe de compartilhar com todos nos comentários.

Fonte: TecMundo e Baixaki

Hoje é o “Dia Mundial de Mudar sua Senha”

Dia 1º de fevereiro é o “Dia Mundial de Mudar sua Senha”. Isso mesmo, chegou a hora de trocar a palavra-passe (que ainda pode ser a data do seu aniversário) para uma mais segura. Essa é uma das formas mais eficientes de proteger suas contas na internet (banco, email e redes sociais, por exemplo) de invasões de hackers e até mesmo de amigos enxeridos

Fonte: TecMundo